domingo, 31 de agosto de 2008

uh.uh.uh.uuuuh

a bateria acabou, mas eu ainda tinha tanto pra dizer.
mudei de sofá como um nômade, alcancei a tomada como um alpinista e perdi o assunto, como um pássaro.

era muita coisa, acho que hoje acordei meio pedinte.

a verdade é que eu só queria pedir que a primavera voltasse. há muitas gerações de borboletas tristes que não conheceram rosa nenhuma, só árvores desfolhadas e o árido do inverno, a primavera se foi.
eu hoje acordei cansada de contar borboletas vazias, o vento cansado assobiar suplícios, até as nuvens já se cansaram dessas vestes cinza.

tomara que as bolhas de sabão que eu soprei hoje te encontrem no seu esconderijo.

3 comentários:

Denise Martins, disse...

primaaaaaavera se fooooi e com ela meu amoooooo oooooo oooooo r
quem me dera podeeeeeeer consertaaaaaaaar tuuuuuuudo queeeeeeeee eu fiiiiiiiiiiiiiz
o perfume que andava (perfume q andava?) lalalalalaaaaaaaaaa lalalaaaaaaaaaaaaaaaaa aaaaaaaa aaaaaaaaaa


los hermanos *.*!!!!
por que borboletas? quanto tempo duraaaa 'uma geração de borboleta"?

Carol disse...

Pelo q eu sei as gerações terminam rapido né?Por isso acabam sendo "muitas" em um certo tempo.
Muito inteligente!
Gosto de ler seu blog!
Beijão

Denise Martins, disse...

Pois é
olha
deve demorar muito
pq entra pelo esôfago vai pro rúmen vai pro reticulo
ela dá uma mastigadinha
vai pro abomaso, piloro e tof
cai!
mas não sei quanto tempo
pq?
próximo texto..
'e que dura mais tempo que a digestão de uma girafa?'