sexta-feira, 22 de agosto de 2008

Pausa para levitação.

- xeque.

não que seja uma pequena notícia, essa cabe nos grandes jornais, mas não podia faltar nas minhas histórias.

não, senhor, não sumiu. e mesmo que alguém ache pouco, migalhas de vontade mendigadas por susurros ardis, e mesmo se a hora não souber ser feita, tomara que saiba, mas mesmo se não souber, não há mais sono pra velar. olhos abertos. pode ir embora e leva seus braços de estivador.

3 comentários:

Anne Durey disse...

ui! amei o blog!
=D
e ae camilaaaa!
bjuu

Laís Inagaki disse...

Confesso que não li todos os posts mas adorei o do atum com mel...
Fiquei curiosa pra saber quanto tempo dura a geração da borboleta :))
Pois é.. Viajar é isso aí mesmo! Vontade de sair pelo mundo!!
Beijos, caloura!

Pelamordedeus disse...

geeeeeeeeeeeeeente, texto perfeito =O
menina, vc é um genio, qq tah fazendo aki ainda? OO'
ameeeeei muito isso aki, vou te colocar nos favoritos *-*
bjs